sábado, 30 de março de 2013

Presidente Wilsinho confirma: Cid Carvalho é o principal nome para substituir Rosa Magalhães


Foto: Reprodução de internetEm entrevista a imprensa na manhã desta quinta-feira, o presidente da Unidos de Vila Isabel, Wilson Alves, confirmou que o carnavalesco Cid Carvalho, desligado da Mangueira na quarta, é o nome mais provável para substituir Rosa Magalhães, que pediu demissão à escola na última segunda-feira. No entanto, Wilsinho negou que a negociação tenha sido finalizada, como anunciaram alguns veículos da imprensa.
"Não assinamos nada a respeito do que foi falado ontem. Eu estava em uma reunião de enredo numa churrascaria na Zona Sul e o Cid nem estava lá. O Cid Carvalho é o nome que a gente está negociando, mas ainda não tem nada assinado", afirmou.
O presidente da campeã do Carnaval carioca ainda comentou, em primeira mão a iimprensa, sobre a saída de Rosa Magalhães da escola. Segundo Wilsinho, a demissão não teve relação com uma entrevista concedida pela carnavalesca a um telejornal duas semanas antes do desfile. Na ocasião, Rosa afirmou que os trabalhos no barracão estavam atrasados, o que gerou o prenúncio de uma demissão e de um desentendimento entre os dois.
"Até segunda-feira eu contava com a Rosa como minha carnavalesca. A saída dela não teve só um motivo. É óbvio que eu não fiquei satisfeito com aquela declaração dela na época e deixei claro, mas isso nunca seria razão para eu demiti-la. Ela escolheu a saída. Tem uma questão de amizade e tudo mais. Ao longo de três anos que ela ficou na Vila, é claro que tem sempre uma 'coisinha' aqui, outra ali, é uma relação muito intensa, que não deixa de ser profissional. A gente sempre se cobrou muito", explicou.
Foto: Divulgação
O trabalho dedicado por Rosa ao longo dos últimos três anos à Vila Isabel mereceu elogios do presidente. Wilsinho lamentou a perda da integrante e afastou os rumores de um suposto mal-estar entre eles.
"A Rosa é um gênio, é nossa amiga e ficou para a história da escola. É uma pessoa excelente para conversar. Fiquei sentido com a saída. A Rosa fez muito bem à Vila Isabel e a Vila fez muito bem à Rosa. Ela fez a escola nos últimos três anos", declarou o dirigente.
Wilsinho finalizou a entrevista revelando que ficaria feliz com um retorno de Rosa Magalhães à agremiação.
"Não havia divergência de ideias entre a escola e a Rosa. Ela sempre executava as coisas que a gente pedia. É normal que tenha havido desgastes em três anos. A Rosa Magalhães sai com minha vontade de que ela volte. Ela é campeã da escola e todo mundo que é campeão fica marcado, como é o caso de todos os carnavalescos que passaram pela Vila".
Além da carnavalesca, a Vila Isabel também confirmou a demissão, no início da semana, do casal de mestre-sala e porta-bandeira, Julinho e Rute, e do intérprete Tinga. Recentemente, o coreógrafo da comissão de frente, Marcelo Misailidis, também já havia anunciado sua saída da azul e branca. Em uma carta aberta no Facebook, Wilsinho agradeceu o emprenho dos cinco e disse que todos foram importantes para o campeonato. 

Demissão na Vila: 'Foi um ciclo que terminou', resume Rosa Magallhães


Foto: Reprodução de internetA carnavalesca Rosa Magalhães falou pela primeira vez à imprensa nesta quinta-feira, em entrevista a imprensa, sobre a saída da Vila Isabel. Três dias após ter entregado sua carta de demissão à presidência da escola campeã carioca, Rosa não quis se estender sobre o assunto e apenas afirmou:
"Foi um ciclo que terminou por lá", disse.
Questionada sobre os motivos que a levaram a tomar a decisão de deixar a azul e branca em um momento de glória para a agremiação, Rosa disse que as razões são particulares. A carnavalesca também alegou que não está negociando com outra escola de samba e demonstrou aprovação caso Cid Carvalho seja confirmado como seu substituto na agremiação.
"Ele vai bem, ele foi muito bem na Mangueira", declarou.
Os boatos sobre o desligamento de Rosa Magalhães na Vila Isabel tiveram início depois de uma entrevista concedida pela carnavalesca a um telejornal. Na ocasião, ela afirmou que as alegorias do desfile estavam atrasadas, o que gerou críticas por parte do presidente, Wilsinho.
Também nesta manhã, Wilsinho conversou com a imprensa sobre as recentes demissões da escola. Segundo ele, o desligamento de Rosa foi motivado por um conjunto de razões e não teve relação com a entrevista anterior ao desfile. O presidente disse ainda que as relações acabam sofrendo desgastes ao longo de três anos e confirmou o nome de Cid Carvalho como o mais provável substituto de Rosa.
"Não havia divergência de ideias entre a escola e a Rosa. Ela sempre executava as coisas que a gente pedia. É normal que tenha havido desgastes em três anos. A Rosa Magalhães sai com minha vontade de que ela volte. Ela é campeã da escola e todo mundo que é campeão fica marcado, como é o caso de todos os carnavalescos que passaram pela Vila", declarou Wilsinho.

'Tenho consciência do trabalho da minha bateria', diz Marcão


foto: Alex Nunes
O comandante da bateria Furiosa da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, Marcão, está seguro do trabalho executado por seus ritmistas durante o desfile da vermelha e branca, neste Carnaval. Em conversa com o a  Imprensa, o mestre comentou as justificativas das duas notas 9,8 dadas à Furiosa, que foram divulgadas na última quarta-feira.
"Observei as justificativas mas não vou mudar meu trabalho. Até porque se tivesse ocorrido um grande erro eu seria o primeiro a perceber, ou minha própria presidente Regina e minha equipe. Agora é hora de rever e analisar tudo junto aos meus diretores", afirmou.
"Sobre as observações com relação ao quarto módulo dos jurados, não tenho o que reclamar. Agora, no primeiro módulo, a pessoa nem levantou a cabeça para observar o trabalho que estávamos executando. Achei uma falta de respeito", destacou.
E completou.
"Argumentou também que caixa com tarol e tamborim prejudicaram o desenho rítmico. Desde a época do falecido mestre Louro deixamos as caixas, sendo que, na hora da bossa, os tamborins não tocam. Fizemos tudo com tranquilidade, mas há 4 anos este jurado vem nos dando pancada", frisou.
Consciente da boa performance da Furiosa apesar das notas citadas, Marcão ressaltou.
"Tenho consciência do bom trabalho que minha bateria executou, não vou me aborrecer", finalizou.
O Salgueiro conquistou a 5ª colocação com o enredo "Fama", desenvolvido pelos carnavalescos Renato e Márcia Lage.

'Deixar a Mangueira foi uma decisão muito triste', confessa Raphael


foto:Ricardo Almeida
Divulgar oficialmente sua saída da Estação Primeira de Mangueira não foi uma tarefa das mais fáceis para o mestre-sala Raphael Rodrigues. Em conversa com o SRZD-Carnaval, ele contou que passa por momentos de tristeza após a decisão, e ainda comentou sobre o fim da parceria com a porta-bandeira Marcella Alves, agora no Acadêmicos do Salgueiro.
"Vivi 4 anos muito intensos na Estação Primeira de Mangueira e sair de lá foi uma decisão muito difícil. Não vejo isso como um fim, mas como um ciclo que, no momento, se encerrou", enfatizou.
"O fim da parceria com a Marcella foi muito difícil, tivemos uma conversa que também foi muito triste, e ela seguiu outro caminho", completou.
Sobre a possibilidade de fazer dupla com uma nova porta-bandeira e defender o pavilhão de outra agremiação, Raphael revelou.
"Até o momento são só especulações. Nenhuma escola me procurou oficialmente e não tenho nada confirmado. Estou deixando acontecer naturalmente, sem criar expectativas ou me preocupar", contou.
"Estou focado em novos projetos, cuidando da minha vida pessoal e não parei para pensar em uma nova parceira de dança", completou.
Separado da nação verde e rosa por acasos da vida, Raphael deixou seu recado para os mangueirenses.
"A nação mangueirense me conquistou de uma forma que nem sei explicar. Quero deixar meu carinho para todos e dizer que não os abandonei. Infelizmente tive que seguir minha vida e isso foi apenas um até breve", finalizou.
Neste Carnaval, Raphael conquistou todas as notas máximas no quesito "Mestre-Sala e Porta-Bandeira", ao lado de Marcella Alves.

Beija-Flor lança enredo com a presença de Boni


foto:divulgação
A Beija-Flor lançará oficialmente seu enredo para o Carnaval de 2014, nesta terça-feira, com a presença do grande homenageado, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, popularmente conhecido como Boni.
Na ocasião, o empresário conhecerá o título do enredo que contará sua história, e também entenderá como tudo será apresentado na Marquês de Sapucaí pela comissão da azul e branca formada pelos carnavalescos Fran Sérgio, Bira, André Cezari e Victor Santos, além do diretor, Laíla.
O empresário foi diretor executivo da TV Globo durante 31 anos e hoje tem sua própria emissora, chamada TV Vanguarda, que é afiliada da TV Globo no Vale do Paraíba, interior de São Paulo.

NOTÍCIAS POR EMAIL:

PESQUISAR